IMPRENSA

Pastores e esposas da Região 05 se reúnem em Piratini-RS

Galeria de Fotos


Aconteceu no último sábado (24), o Encontro de Pastores e Esposas da Região 05, nas dependências da IBC Piratini. Na ocasião, as famílias se reuniram em momento devocional, confraternizações e troca de experiências. Para os homens foi apresentada a palestras sobre a “Humanidade do Pastor”, ministrada pelo pastor Maurício Severo (IBC Camaquã). A programação foi encerrada com culto evangelístico, à noite. O preletor da ocasião foi o pastor Joel Lopes (IBC Canguçu-RS) que pregou sobre o Amor de Jesus, tomando como base o texto bíblico de João 4.
Paralela à programação do dia dirigida aos homens, as mulheres também participaram de um encontro, dirigido pela líder do GEPEP da região 05, irmã Kátia Corrêa. O estudo sobre “O papel da mulher na família pastoral” apresentou às presentes os temas e questionamentos comuns no cotidiano de um ministro, e de sua esposa que o acompanha na trajetória ministerial. As mulheres também participaram de uma “amiga secreta de beleza”. Para Kátia que diz ter sentido Deus ministrar ao grupo, encontros como este são importantes para o entrosamento entre esposas de pastores.
“É sempre bom nos reunirmos, pois juntas conversamos e ajudamos umas às outras”, explica.

“Existe uma ‘sobrecarga’ no ministério pastoral”, afirma palestrante
Para o pastor Maurício Severo, que palestrou sobre a “Humanidade do Pastor”,  existe uma “sobrecarga” no ministério pastoral devido às preocupações enfrentadas diariamente, porém, o ministro não pode exigir de si mesmo mais do que sua capacidade permite para resolver problemas. Para embasar seu estudo, Severo apresentou uma pesquisa realizada pelo Instituto Batista de São Paulo que avaliou o ofício de pastor como um dos mais perigosos à saúde, com uma estatística de mais de 100 ministros com quadro de depressão e doenças cardíacas. O palestrante também lembrou sobre a importância da Igreja em considerar seu líder como um ser humano igual aos demais, com sonhos e frustrações.
“Tudo o que realizamos no ministério pastoral depende da Graça de Deus, mas continuamos sendo humanos, e como a Bíblia fala sobre o profeta Elias, sujeitos às mesmas dificuldades”, pontua.
O líder da Região 05 e responsável pela Igreja anfitriã no Encontro,  pastor Primitivo Faustino Preza, avaliou a programação como de “suma importância devido à união dos colegas”. Preza também comentou sobre a temática apresentada na palestra:
“Qual de nós teria coragem de chegar à Igreja e dizer: ‘Orem por mim, pois estou profundamente angustiado’? Jesus disse isso aos discípulos e o ministro também tem direito de pedir ajuda quando precisa”, desabafa.