IMPRENSA

Missionários da CBC relatam suas experiências em campo

Galeria de Fotos

O Momento Missionário da Conferência CBC 2018 foi na manhã deste sábado (31). O presidente do Departamento Geral de Missões, Evangelista Anderson Quadros dirigiu o momento e também deu a oportunidade aos missionários presentes a relatarem suas experiências em campo.
O casal Paulo e Eunice da Silva, que atendem o trabalho indígena no Pará, foram os primeiros a participarem. Usando uma gravata de miçangas, feita pelos nativos, onde era possível ler o nome “Jesus” em Kayapó, Paulo usou o idioma que é próprio desta etnia para saudar o público e recitar o texto da Palavra de Deus em Atos 10:34. Eunice foi a intérprete da mensagem.
“Estou me alfabetizando outra vez, aprendendo a ler e escrever em Kayapó, com o apoio de minha esposa”, disse Paulo, agora falando em português.
Eunice também aproveitou para relatar a respeito do que vem acontecendo entre os indígenas assistidos por seu trabalho missionário. Segundo ela, Deus está encontrando os nativos e os libertando de vícios e pecados. Ela também pediu oração pelo novo projeto que está sendo elaborado para a tradução do Antigo Testamento em Kayapó.
“Fizemos uma reunião entre missionários e pretendemos formar uma equipe de tradução que levará vários anos para ser concluída, e caso eu faça parte dela, precisarei dedicar mais tempo para a tradução. Por isso, peço muito as vossas orações”, suplicou a missionária que há 20 anos trabalha entre os Kayapós e estuda a língua deste povo.
Já a tradução do Novo Testamento para Kayapó, segundo Eunice, foi feita por meio de uma pesquisa do idioma, por mais de 30 anos, onde vários missionários, à época, deram sua colaboração. No ano de 2015, dois mil exemplares deste trabalho de tradução foram impressos pelo Departamento Geral de Missões da CBC, sendo essa a segunda edição da obra que já havia sido publicada anteriormente. 
A missionária também lembrou da importância das contribuições financeiras dos membros da CBC para a causa em prol das almas. Ao comentar sobre as dificuldades que enfrenta com a família para alcançar os indígenas (ela e Paulo têm duas filhas pequenas), como correntezas, pontes e estradas interditadas em meio à selva, Eunice conclui: “Tudo isso vale a pena!”
O pastor e missionário Whashington Luiz Prado, da IBC Rondonópolis-MT, também deu seu relato, e ao iniciar sua apresentação, fez leitura na Palavra de Deus em I Samuel 7:12. Há 13 anos atendendo o campo, Prado confessou que já está apegado ao local e aos membros que pastoreia. Dentro deste tempo ministerial, o pastor já batizou mais de 40 pessoas. No entanto, ele lamenta que a falta de perseverança dos membros em servir a Deus impede o crescimento numérico da Igreja.
“Temos enfrentado muitas lutas, mas posso dizer como Samuel: ‘Até aqui nos ajudou o Senhor’”, exclamou.

Ao encerrar o Momento Missionário, o Evangelista Anderson Quadros fez leitura em Romanos 10:13 e frisou aos presentes sobre a consciência que todos devem ter em relação a fazer e contribuir com a Obra de Deus.
“Para fazermos missões, é necessário, em primeiro lugar, mudar nossa maneira de pensar e também sentir amor pelas almas”, pontuou.