IMPRENSA

IBC Forquilhinha realiza culto de intercessão pelos cristãos perseguidos na Coréia do Norte

Galeria de Fotos

O culto do dia 23 de junho no templo da IBC Forquilhinha, foi realizado com muito clamor, lágrimas e comoção. A programação foi temática: relatou o sofrimento dos cristãos que moram na Coréia do Norte e sua luta por se manterem firmes na fé em Jesus, dentro de um regime ditatorial e sem liberdade religiosa.

O culto temático, chamado de Domingo da Igreja Perseguida – DIP, é uma iniciativa da ONG internacional Portas Abertas, que dá assistência a cristãos que moram em países hostis ao Evangelho. Esse já é o quarto ano que a IBC Forquilhinha é cadastrada no DIP e a cada edição, um país diferente serve como tema e alvo de intercessão do culto.
A dirigente da programação, Ana Paula Tiede do Santos, contou com o apoio do departamento de MOBC da Igreja na elaboração de uma peça teatral, que encenou como vivem os irmãos norte coreanos, que ao serem descobertos como seguidores de Jesus, são enviados a campos de trabalho forçado. Além do teatro, os organizadores também apresentam vídeos com relatos de sobreviventes da perseguição. O material é disponibilizado às igrejas cadastradas pela ONG idealizadora, que dá apoio a cristãos residentes em mais de 60 países onde a pregação do Evangelho sofre ameaças ou total impedimento. Para Ana, esta foi uma das edições mais comoventes:


“Os relatos são bem chocantes e eu ainda não tinha visto algo tão terrível como as histórias que conhecemos sobre este povo [norte-coreano] e é até meio surreal para a nossa realidade, sendo alguém que vive aqui no Brasil”.


Já o pastor responsável pela IBC Forquilhinha, José dos Santos, destacou a importância de se expor a respeito do sofrimento vivido pelos irmãos que vivem em terras distantes:


“Foi relatada aos presentes no culto, a situação dramática e terrível, de um sistema anti-humano, onde as pessoas devem servir e praticamente adorar o governo e para os cristãos, se torna ainda muito mais difícil.”